Spz Online - Sempre Ligado na Notícia

Segunda-feira, 24 de Junho de 2024
cÂMARA DE sAPEZAL
cÂMARA DE sAPEZAL

Geral

Deixamos de sonhar?

Por Vando Bianchi

Colunas / Opinião
Por Colunas / Opinião
Deixamos de sonhar?
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Há 29 anos, mais precisamente em 19 de Setembro de 1994, Sapezal foi fundada e reconhecida como ente público autônomo. Fruto de sonhos de visionários, deixou os campos da imaginação e tornou-se realidade, nos anos seguintes vindouro o crescimento de Sapezal foi extremamente distinto e vertiginoso.

Acolhemos em nossa cidade os migrantes de todas as regiões do pais, Sulistas, Nordestinos e Nortistas, as valentes famílias que aqui vieram, batalharam e literalmente deixaram suor, lágrimas e sangue. O “doce fruto” que colheram, foi regado em uma terra próspera e fértil, mas com uma realidade dura.

Todos aqui compartilhamos em Sapezal nosso Lar, depositamos nessa cidade um destino glorioso!!!

Leia Também:

Enxergamos no nosso passado as glórias do passado e dos desafios vencidos, depositamos no futuro a esperança de dias melhores e uma cidade melhor.... mas qual o horizonte que enxergamos hoje?

Qual jornada Sapezal está trilhando hoje? Ainda somos um município rico e próspero, mas precisamos ter a CORAGEM de OUSAR e RAPIDAMENTE agir, não apenas para criarmos novos empregos, mas criarmos novas bases de crescimento e transformar Sapezal em um novo marco.

Nossa geração é a responsável pela manutenção do legado de Sapezal, devemos conduzir o presente de Sapezal respeitando os princípios da geração passada, enfrentaremos os desafios com esforço ainda maior e esse momento deverá moldar e definira as futuras gerações. 

 

Vanderlei Murilo Bianchi, empresário e presidente do Diretório Municipal do PL em Sapezal

Comentários:
Colunas / Opinião

Publicado por:

Colunas / Opinião

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Saiba Mais