Spz Online - Sempre Ligado na Notícia

Quarta-feira, 22 de Maio de 2024
cÂMARA DE sAPEZAL
cÂMARA DE sAPEZAL

Geral

Sapezal precisa de uma solução para o Residencial Papagaio: a ocupação é a voz dos que clamam por moradia

A luta dos moradores do Residencial Papagaio pela moradia digna

Jean Borsatti
Por Jean Borsatti
Sapezal precisa de uma solução para o Residencial Papagaio: a ocupação é a voz dos que clamam por moradia
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A situação do Loteamento Residencial Papagaio - Etapa 2, em Sapezal, é um reflexo de um problema recorrente em nosso país: a falta de moradia. O empreendimento, que deveria ser um local de sonhos e expectativas para tantas famílias, se tornou um pesadelo devido ao descaso da construtora responsável pela obra, a Ávida Construtora.

A empresa, que acumulou uma dívida de mais de R$36 milhões, entrou com um pedido de recuperação judicial em março de 2023, deixando os moradores do residencial em uma situação ainda mais preocupante. A população, que ocupou os terrenos onde deveria ser o residencial, já paga parcelas para a construtora há um bom tempo, mas até agora não teve a entrega de suas casas e terrenos.

Elas pagaram, durante anos, as parcelas de seus lotes, confiando na construtora para a realização do sonho da casa própria. Agora, além de não receberem o que foi prometido, correm o risco de perder o que já foi pago e em uma medida desesperada decidiram ocupar o local.

Leia Também:

Diante dessa situação, é necessário que se cobre uma solução urgente para esse problema. A construtora não pode simplesmente entrar com um pedido de recuperação judicial e deixar as pessoas sem resposta. É preciso que haja uma negociação entre as partes, a fim de encontrar uma solução que contemple tanto a empresa quanto os moradores do residencial.

Uma das possibilidades seria a retomada da obra por outra construtora, que assumiria o compromisso de entregar as casas para os moradores. Outra alternativa seria a devolução integral do valor pago pelos moradores, devidamente corrigido, para que possam buscar outra forma de adquirir sua casa própria.

Independente da solução escolhida, é importante ressaltar que o direito à moradia é um direito fundamental de todo cidadão e que as autoridades competentes precisam agir de forma rápida e efetiva para garantir que esse direito seja respeitado. Os moradores do Residencial Papagaio não podem ser penalizados por uma situação que não criaram.

É preciso que haja uma mobilização da sociedade, dos movimentos sociais e das autoridades para que se encontre uma solução justa para essa situação. Afinal, não podemos permitir que a falta de moradia continue a ser um problema tão presente em nosso país. A ocupação dos terrenos é apenas uma consequência de um problema muito maior, que precisa ser enfrentado de forma urgente.

Comentários:
Jean Borsatti

Publicado por:

Jean Borsatti

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Saiba Mais