Spz Online - Sempre Ligado na Notícia

Coluna/Opinião

Não leve a sério esse pessoal

Não devemos levar a sério esse pessoal que defende voto impresso

Não leve a sério esse pessoal
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A pandemia do novo coronavírus já vitimou milhões de pessoas em todo o mundo, apenas no Brasil já são mais de 560 mil vítimas, e milhões de pessoas em luto após perderem seus entes queridos.

Grande parte das vítimas da Covid-19 no Brasil poderiam ainda estar vivas, se o negacionismo não tivesse ditado as regras, principalmente no primeiro ano de pandemia.

Promoção de aglomerações, uso de medicamentos ineficazes, fake news amenizando a gravidade da doença, entre outras bizarrices ainda são comuns no país. O próprio presidente da República, que agora esbraveja exigindo voto impresso foi um dos grandes causadores da tragédia brasileira em relação a pandemia.

Essa loucura não se limitou apenas ao presidente que oferecia Hidroxicloroquina até para as emas do Palácio do Planalto, que inteligentemente recusaram, afinal era somente um louco fazendo propaganda para um remédio que não tinha nenhuma eficácia contra a Covid-19.

Muitos outros lideres políticos, médicos e até mesmo a população em geral abraçaram a ideia magnifica da existência de um medicamento que seria a salvação da economia. Além de oferecerem tais medicamentos em forma de "kit" deliberadamente para a população, empresários saíram as ruas para se manifestar contrários ao isolamento domiciliar, pressionando assim governantes a abrirem mão da única forma de contenção contra o vírus até a disponibilização da vacina.

É claro que muitos não se sentiram pressionados, já que eles mesmos acreditavam na balela e liberaram geral. Assim se deu em várias cidades do país, era uma tragédia anunciada que levou a milhares de mortos pelo Brasil.

Em Sapezal não foi diferente, o famigerado "Kit Covid", como ficou conhecido o coquetel de medicamentos ineficazes também foi distribuído. Em paralelo a isso, alguns empresários bolsonaristas esbravejavam contra as medidas de biossegurança, fazendo carreatas sintonizados em uma rádio comunitária às 16h ao som do Hino Nacional.

O resultado está ai, quase 60 mortos em decorrência da pandemia, milhares de casos confirmados, dezenas de pessoas com sequelas e um governo que coloca a culpa na população por não fazer absolutamente nada para que este quadro mude.

Enquanto isso, teremos que amargar mais mortes de pessoas conhecidas, já que as aglomerações correm soltas com o consentimento daqueles que deveriam impedi-las através de fiscalização e decreto.

Minha solidariedade as equipes de fiscalização municipal que foram covardemente impedidas de atuar, minha solidariedade a Polícia Militar (PM) que teve mais uma responsabilidade jogada nas costas, minha solidariedade as vítimas da pandemia, minha solidariedade as famílias enlutadas e minha solidariedade aqueles que ficaram com sequelas decorrente da doença.

E lembremos de uma coisa, o mesmo pessoal que receitou Hidroxicloroquina juntamente com outros medicamentos ineficazes são os mesmos que defendem o voto impresso.

Não leve a sério esse pessoal caso não queira cair em mais uma balela.

 

Comentários:

Veja também